João Alves-Carita

2011 / 20 Dezembro

Vou ser pai!


Recebi ontem esta notícia que tanto me alegra. Não que não o esperasse, uma vez que tenho ‘feito por isso’, mas não sei se estou pronto para que ele venha já (crise à parte).
Agora que já tive a tua atenção vou descansar-te. Vou ter um filho que é ao mesmo tempo o meu irmão (uma vez que temos o mesmo Pai e a mesma Mãe). Sim, falo de Jesus Cristo, que, mais uma vez, volta a nascer para que o mundo acredite e tenha fé!
Mais uma vez, vai nascer à margem da sociedade. Se há 2mil anos nasceu numa gruta/num estábulo sem as condições de um ‘rei’, hoje não vai ser excepção. O mundo relegou-o para um nível secundário, para o nível dos mitos, daquilo que não existe! Quanto a isso só tenho a dizer, se ele está no teu coração então existe! Resta saber se existe para ti!
Também à margem porque hoje uma criança é também um peso e não uma bênção. As pessoas tendem a ver o mundo do ponto de vista do seu deus, o dinheiro… e aí sim, uma criança dá despesas e chatices! Para quê tê-las?
E este ano, ao contrário dos outros… acho que não devemos pôr esse menino num pedestral, numa redoma! Temos de deixá-lo ser criança! A todos os níveis… daí o chamar de ‘filho’.
Devemos deixar que ele entre na nossa casa (coração) e desarrume a nossa vida! Que a sua presença não nos deixe dormir; que lhe demos a atenção que devemos dar; que façamos dele a prioridade da nossa vida; que ele dê sentido à nossa vida!
Estás disposto a ser ‘pai’/’mãe’?

No comments so far.

LEAVE YOUR COMMENT