João Alves-Carita

2009 / 2 Maio

«Shalom é Partilha»


Aqueles que me conhecem sabem que eu tenho muitas paixões, mas uma delas dá-me muito gozo, o Shalom! E foi com muito gosto que decidi aceitar o desafio do Gonçalo do SP das Laranjeiras: fazer um pequeno texto sobre Partilha e Convívio no MEJ Shalom!

Fácil pensei eu…Mas até foi relativamente complicado escrever tudo o que queria num textinho pequenino!!! Muita coisa ficou por dizer, mas eu queria partilhar esse meu texto com vocês… Para que também sintam este ideal e esta partilha Shalom…

Desde o meu pré-encontro que eu oiço: «Shalom é partilha»… Tudo normal, eu não sou filho único, por isso já estava habituado a partilhar… mas esta partilha Shalom não é material, é muito mais que isso! Partilho a minha vida, as minhas experiências, o meu testemunho… tal como estou a fazer agora, a partilhar com vocês…

Mas esta partilha não é só dar, dar, dar e dar… eu recebo muito mais do que aquilo que dou… se me fizessem a pergunta que foi feita no Sarau do CN: «o que é que o MEJ te roubou?» eu dizia: «nada! Em comparação com o que deu»… é esta a verdadeira partilha… mais intensa e mais importante do que a nível monetário ou material…

Um pouco como está no livro do principezinho: «o essencial é invisivel para os olhos»… Assim é a partilha Shalom…

Quanto a convívio… epá, não sou a pessoa indicada para falar… vá estou a brincar…

O convívio é algo que nós jovens apreciamos… está-nos no sangue não é? E é no convívio que eu vejo o rosto de Cristo jovem nos rostos dos outros jovens… Aquele sorriso que as pessoas esboçam quando vem uma piada muito boa, a gargalhada quando fazemos cócegas, etc… Tudo isso é recompensa…

«Ah, mas esse convívio é “normal”… e o convívio Shalom?» podiam perguntar vocês… E eu respondia: «E o convívio Shalom é anormal? não somos nós também jovens? Não somos como os outros? Mas diferentes ao mesmo tempo? Não temos as preocupações normais dos jovens? ou mais ainda?»

Por isso é que Convivio e partilha são Shalom! São Cristo, sou eu e são vocês…

E dito isto… é altura de agradecer a todos aqueles que contribuíram e contribuem para esta minha ideia de Partilha e Convívio Shalom…

E viver a vida,
Neste dom.

Este dom que é Shalom!

  • Eu não diria melhor! Faço tuas as minhas palavras (posso?!)…

    O Shalom é algo inexplicável…só consegue perceber bem quem lá está, porque há tanta partilha, tanta amizade, tanto convívio, tanta fé…e tudo se centra no mesmo.

    E já estou como tu: o MEJ não me tirou nada em comparação com o que me deu. Vá que “perdi” algumas horas de sono, de descanso, de poder estar com a família…mas ganhei outra família, amigos verdadeiros, uma Fé maior da que tinha (embora pudesse ser melhorzinha), uma nova visão sobre a Igreja…para além de ser uma pessoa completamente diferente da que era há 6 anos atrás quando entrei para o pré-encontro.

    E fico por aqui porque o resto dizes tu!:P

    “E o meu sonho é Shalom”…que este sonho nunca acabe!

    Responder
  • Ao ver este teu post, não poderia deixar de vir cá dizer algo,
    porque está realmente bom;)
    E acredito plenamente o quanto deva ter sido dificil para ti, escrever este texto (que apesar de pequeno, retrata muito bem, aquilo que se vive no MEJS, aliás quando penso em abordá-lo no meu “espaço”, logo volto atrás porque á mesmo muita a dizer sobre ele).
    Tal como a Sara diz, após 5 anos de e.i, a frase de “shalom é partilha” continua a fazer sentido…nomeadamente partilha de tudo aquilo que vivemos no dia-a-dia, partilha da nossa vida, tempo, partilha das experiências,etc…
    Apesar de não vos querer imitar a verdade é que quando ouvimos aquela pergunta do sarau no CN, acho que grande parte das pessoas no seu interior deram uma resposta como a vossa, e eu não sou diferente.porque se hoje sou quem sou ao MEJS o devo e a todas as pessoas que me fazem continuar a acreditar neste ideial;)
    parabens.bjinho.sofia

    Responder

LEAVE YOUR COMMENT