João Alves-Carita

2013 / 10 Junho

Ser emigrante português


Ser emigrante português não é uma opção tomada de ânimo leve. As pessoas não partem do seu país e esquecem o que ficou para trás.
Ser emigrante português é aproveitar todos os momentos para viver a portucalidade, é querer ter um bocadinho de Portugal a todo o tempo.
Ser emigrante português é amar o país que nos viu nascer e transmitir esse amor à futura geração que de Portugal vai conhecer o período de férias de verão.
Ser emigrante português é fazer churrascadas com outros emigrantes portugueses, é ajudar outros que como nós precisam.
Ser emigrante português é lutar por algo mais, é querer ter um futuro melhor mesmo que ele seja longe daqueles de quem se ama.
Ser emigrante português é continuar atento a tudo o que se passa nesse país à beira-mar plantado.
Ser emigrante português é ter a noção que a própria história de Portugal se fez com emigração, já fomos donos do mundo e agora somos cidadãos do mundo!
Ser emigrante português é ter borboletas na barriga quando chega a hora de voltar a casa, nem que seja por um mísero fim-de-semana.
Ser emigrante português é chorar com pequenas coisas que relembrem Portugal.
Ser emigrante português é ter orgulho em ser português!

Fado “A Prece”, de Amália Rodrigues, interpretado por Catarina Wallenstein. Imagens do filme ‘La Cage Dorée’.

No comments so far.

LEAVE YOUR COMMENT