João Alves-Carita

2008 / 23 Março

Saudade


Saudade: do ant. soedade, soidade, suidade < Lat. solitate, com influência de saudar s. f.,- lembrança triste e suave de pessoas ou coisas distantes ou extintas, acompanhada do desejo de as tornar a ver ou a possuir;

– pesar pela ausência de alguém que nos é querido;

– nostalgia;

(no pl. ) lembranças afectuosas a pessoas ausentes;

(no pl. ) cumprimentos.

Esta é uma palavra com um poder imenso! Se anteriormente neste blogue já escrevi sobre o poder das palavras esta é uma das que mais poder tem.

 

Não há uma única tradução desta palavra, o mais próximo que encontramos é miss you em Inglês ou nostalgie em Francês… Mas para ambos temos uma tradução em português: “sinto a tua falta” e “nostalgia”, respectivamente… e nenhuma delas se aproxima da força da Saudade! É a sétima palavra mais difícil de se traduzir em todo o Mundo (ver aqui).

*****

É-nos permitido ter saudades de quê? Ou de quem…?

De alguém que já partiu? Parece-me que sim! É uma forma de relembrarmos essa pessoa…

De alguém que gostamos e não “podemos” estar o tempo que gostaríamos com ela? Também acho que sim… é dessa forma que mais do que apenas dizer demonstramos o nosso sentimento por ela… Mostramos que também somos humanos, que não são as aparências que contam! Que vemos para além delas.

De que mais podemos ter saudade…?

E de ti? Posso ter saudade? Será que tenho de te dizer o que sinto? Não vês?

Ou não queres ver…?

Não sei… É algo que não consigo perceber…

Todas estas minhas frases, palavras, letras e até os meus pensamentos giram em torno da ideia de quando irei estar contigo! Pode ser hoje, amanhã… Pode até nunca ser! Mas é essa ideia que me alimenta…

Acima de tudo… tenho saudade daquilo que nunca tive…

de ti…
  • A pior saudade… é a de alguém que está perto..

    Responder
  • opá tá simplesmente fantastico este post….. Super Fasntastico

    Responder
  • Primeiro é preciso frisar que o Homem é, para todos os efeitos, um ser insatisfeito e, por isso ,essa dor da saudade que a nós, portugueses, nos afecta particularmente está intrinsecamente relacionada com o nosso passado, a nossa maneira de encarar a vida. Se, ao invés adoptássemos outro tipo de cultura, por exemplo a morte de alguém significar vida, vida de um novo começo. Nesse caso,talvez não fossemos tão saudosistas. Mas nunca teriamos a espírito do fado nas nossas veias…
    Bjitos Bom trabalho continua Carla-Shalom

    Responder
  • È neste momento que eu faço o que? Meto-me num aviao te dou um par de estrales! ou aguardo mesmo que me dês novidades e venhas cheio de alegria para perto de mim, ou levo um pacote de lenços, um gelado com o teu sabor favorito e deprimimos os dois? (os dois… pq eu choro contigo por solideriedade!)

    Pah… sinceramente… não me meto de todo num aviao pq nao quero sair deste sitio fantastico mas tou com uma vontade de te bater por estares saudosista, que nem te digo nada!

    Ou menos faz aí uma referenciazinha e diz que estas com saudades da amiga que está longe! 😀

    Responder
  • oh .. k lindu juauxinhu .. eu j kunhexia xtax tuax veiax .. max agr inda xtau miorex .. bem, a xurtuda tem mm d ver ixtu .. i ver u k xtax a xentir .. tu ex um ninu 5* mm .. a noxa amixade e xelente .. eu adoro.t buerere .. ehhe .. um bjinhu ninu, e kntinua k exta veia, poix tenx mt jeito .. ah i penxa nakilu k eu t dixe .. pox amigux .. loool

    aninha **

    Responder
  • a saudade , qq coisa q não se prevê =)

    não penses no “tu” q nunca tiveste ! No dia q ele aparecer, vais dar conta e serás bem mais feliz com a surpresa =)

    beijinho*

    Responder
  • esse anónimo sou eu 🙂

    Responder
  • bem….andas a esmerar-te… cada vez melhor. só tenho a dizer k adoro a palavra saudade… por tudo akilo k significa…

    beijo

    Responder
  • Como hoje não tou muito inspirada, deixo-te uma letra d uma musica que tanto pode dizer muito como nada!Mas, como já disse, não tou muito inspirada!beijo

    You know the words once upon a time
    make you listen
    there’s a reason
    When you dream
    There’s a chance you’ll find
    A little laughter
    Or happy ever after
    Your harmony to melodies
    It’s echoing inside my head
    A single voice
    Above the noise
    It’s like a close friend
    Hmm you’re holding me
    When I hear my favorite song
    I know that we belong
    You are the music in me
    It’s living in all of us
    It’s brought us here because
    You are the music in me
    It’s like I knew you before we met
    Can’t explain
    There’s no name for it
    I said the words I never said
    It was easy
    Because you see the real me
    As I am
    You understand
    And that’s more than I’ll ever know
    To hear your voice
    Above the noise
    I know I’m not alone
    When I hear my favorite song
    I know that we belong
    You are the music in me
    It’s living in all of us
    It’s brought us here because
    You are the music in me
    Together we’re gonna sing
    We got the power to sing
    What we’ll be
    Connected to me
    And keep it all inside
    (…)
    You are the music in me…

    Responder
  • e outra coisa… sou mesmo inteligente =)

    beijo

    Responder
  • Saudade? Podemos sentir de qualquer coisa. De um gesto, de um sorriso, de uma expressão. A pior saudade é, lá está, e cmo nós ja tantas vezes ouvimos, a de alguém que está perto – “é dessa forma que mais do que apenas dizer demonstramos o nosso sentimento por ela…” e é através disso que mtas vzs percebemos que nutrimos algum sentimento por essa pessoa!

    Tás apaixonado Caritinha, tas embeiçadinhoo! ahaha lol

    Conselhos? Luta. If u never try, u never know. Tás mm a precisar de gaja! (ou gajo vá…cada qual… )

    Beijoo!****

    Responder
  • liliana Finete / 25 Março, 2008 AT 10:33 PM

    carita meu caro..
    o amor é lindo:P
    agora como futura jornalista fiquei com a pulga atras da orelha, quem é a saudosa?
    fica o mistério..
    concordo, é um belo post…andas inspirado:D

    Responder
  • o amor é tao lindo d s ver. ms doi tanto quando n somos correspondidos. Mas nunca devemos desistir, nunca dizer q n pq 1 dia kem sabe o nosso sonho bate-nos a porta e nos deixamo-lo entrar.
    Vai-te a ela!lol. Não tenhas medo d ser feliz. beijinho

    Responder
  • A saudade é uma palavra bela, mas padecer desta corroi de uma força que parece que nos arranca as entranhas e nos estraçalha todos, voltando a colocar tudo desordenado, confundindo-nos e tudo o mais

    Responder
  • De repente lembrei-me do meu blog. vi o teu comentario, que ja deves ter comentado á mt tempo e vim ao teu blog ver.
    Há coisas na vida que nem sempre correm cm queremos e squilo que estava dificil de por paras fora encontro no teu blog.

    “…os meus pensamentos giram em torno da ideia de quando irei estar contigo! Pode ser hoje, amanhã… Pode até nunca ser! Mas é essa ideia que me alimenta…

    Acima de tudo… tenho saudade daquilo que nunca tive…

    de ti…”

    só estas linhas foram suficientes para descrever tudo o que sinto. tudo aquilo que me faz sorrir, mas acima de tudo chorar, por tlvs ser tarde demais para o ter…

    bgd pelo comentario. vou passar por aqui mais vezes.

    bjito amigo do cacém^^

    😉

    Responder
  • este post esta mesmo fixe !! 😀
    tocou mesmo!
    saudade é uma palavra muito forte, muito bela!

    beijinhos!! continua!!:P

    Responder
  • O ser humano é uma coisa muito estúpida! Define saudade como o sentimento de ausência, o sentir a falta de… Ora, pra sentirmos a falta de algo, é preciso primeiro que tenhamos já experimentado esse algo. Só sentimos a falta quando experimentámos já a presença! E além da experiência dessa mesma coisa, pra se sentir saudade é preciso também que ela esteja longe! Estes são os princípios básicos da saudade (um sentimento tipicamente português e bla bla bla…)

    Mas como o ser humano inventa sempre uma excepção pra confirmar a regra… há quem cante que a pior saudade é a de alguém que está perto… e há também quem afirme ter saudades de algo que nunca teve!

    Posso sempre (e ninguém me impede!) refutar estas teorias: ora, não temos saudade de algo que está perto, mas podemos ter saudade de algo que já passámos com alguém que está perto fisicamente, mas que se apresenta distante a nível emocional…

    …e também não podemos ter saudade de algo que nunca aconteceu… apenas podemos desejar e ansiar que algo aconteça… ou até mesmo ter saudade do tempo em que os sonhos pareciam reais e nos mantinham vivos e nos davam força para acreditar que era possível…

    Mas a verdade é que os sentimentos, sejam eles de que natureza forem e tenham o objecto que tiverem, não foram feitos para ter lógica ou para poderem ser explicados e definidos concretamente… se assim fosse, chamar-se-iam leis ou razões em vez de sentimentos.

    Por isso, meu amigo, no campo dos sentimentos tudo é permitido! Não precisa de ter lógica ou razão, basta que o sintas! Não precisas explicar a ninguém, basta que no fundo do teu coração o que sentes faça sentido para ti… e mesmo que não faça, sente! Limita-te a sentir e a acreditar que o que sentes é real! É verdade que os sentimentos são psicológicos, mas muitas vezes afectam-nos a um nível tão físico que não o conseguimos esconder ou sequer controlar!

    E, va… talvez possamos ter saudades de algo que nunca tivemos… é ridículo, mas é um sentimento… e os sentimentos, tal como os gostos, não se discutem!

    =)

    (inspiração das 2h da manhã!)

    Responder
  • (e agora que tens 18 comments, podes dizer que tens um post maior de idade! LOL – piada à João Carita!)

    Responder
  • ninguem ainda fez este reparo…entao aproveito. a saudd n tem necessariamente de ser algo mau, pode sim ter uma conotação boa, positiva. só temos saudd pk sentimos algo, n importa se esta perto, longe…etc. sem complicações, só o sentir já é bom e nos torna mais vivos, mais humanos. o resto vem por acrescimo e é excedentario

    Responder

LEAVE YOUR COMMENT