João Alves-Carita

2011 / 9 Maio

O que são palavras?


As palavras leva-as o vento… hoje em dia caíram em banalidades coisas que exprimem tanto sentimento como o amor. Caíram tanto na banalidade que até já se diz que mais valem os gestos que as palavras… o ideal seria combinar as duas, fazer-se aquilo que se diz e dizer-se aquilo que se pensa…

É esse o exemplo de Chris Medina, um jovem americano de 26 anos que concorreu à edição deste ano do American Idol (a versão original dos nossos ‘Ídolos’).

Natural de Chicago esta não foi a primeira vez que Chris tentou a sorte no programa. A primeira aconteceu por força da namorada que o inscreveu, quando viu que tinha mais de mil pessoas à frente pensou que poderia ir buscá-la a casa para que vivesse com ele esta aventura (mais dela do que dele). Quando voltou já tinham passado mais de 2 mil concorrentes depois do seu número, teria de esperar cerca de 15 horas (até ao final do dia das audições) para reclamar a sua vez. Desistiu!
Há coisa de dois anos, a namorada de Chris (ou melhor, a noiva) teve um grave acidente de carro de madrugada, quando voltava do trabalho. Juliana Ramos (é esse o seu nome) ficou paralisada e sofreu danos cerebrais irreversíveis. O casamento não se realizou devido à saúde de Julie e ao aumento das despesas para a sua recuperação. E Chris não fez aquilo que a maioria das pessoas não hesitaria em fazer: fugir daquilo tudo! Ele tinha-se comprometido a casar com a mulher que amava e se durante o casamento iriam fazer promessas como “na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, até que a morte os separe” não fazia sentido abandoná-la agora. Que tipo de homem seria ele se o fizesse?
Então Chris decidiu homenagear a noiva e inscreveu-se de novo no American Idol. A sua história emocionou o trio de jurados, mas a voz dele não ficou atrás! Cantou ‘Breakeven’ dos The Script à capela!
Chris passou à próxima fase, mas acabou por não ser seleccionado para os 24 melhores do programa. Jennifer Lopez, uma dos jurados, não aguentou a pressão de ter de lhe dizer e desatou a chorar.
Entretanto, a sua história e, claro, a sua voz, fê-lo chegar longe e já fez isto:
Esta música anda a ecoar hoje no meu pensamento! Mas acima de tudo, são estas provas de amor que me fazem acreditar que por muito mal que exista no mundo, o poder do amor é, e será, sempre maior!
Acho que esta é a altura ideal de dizer ‘Amo-te’ à pessoa que amamos desta forma!

LEAVE YOUR COMMENT