João Alves-Carita

2011 / 22 Julho

O estado das coisas – Parte III


A crise serve para tudo…
… para se despedir trabalhadores…
… para se exigir mais esforços sempre aos mesmos…
… para desculpar aqueles que não conseguem trabalho…
… para…
A solução? Por muitos ‘peritos’ é abandonar isto aos bichos e emigrar! Lá fora é que nos dão valor… lá fora é que é bom… lá fora é que encontramos emprego… mais um caso em que “a galinha da vizinha é sempre melhor do que a minha”!
http://3.bp.blogspot.com/-xs6R7IJwVJw/TeOQ_SXFkXI/AAAAAAAAAFg/yNdHkXjdDv8/s1600/troika_fmi_2_destaque.jpgPois eu recuso-me a fugir! Recuso-me a dar o meu país de barato e a assinar a declaração de óbito! Não enquanto me considerar alguém que pode fazer a diferença!
Recuso-me a baixar os braços… recuso-me a ser um ‘coitadinho’… recuso-me a ver a vida sempre como o copo meio vazio… recuso-me a ser indiferente! Não tenho estofo para isso!
Sou interventivo e sempre o serei… sou coerente, não digo uma coisa e faço outra… não tenho perfil para hipocrisias e falsidades…
Não compreendo como é que 3 tinteiros novos para uma impressora comprada há um ano possam custar quase o dobro do que a mesma impressora comprada nova e com oferta de 4 tinteiros!
http://3.bp.blogspot.com/-1hmysPFBP-o/TZXdutoP9EI/AAAAAAAAAgk/_aL27lTE7zo/s1600/politicos+recibo+verde.pngNão consigo perceber como é que possam existir sítios onde paguem horas extra a 200% a todos os funcionários e não podem contratar um novo funcionário que faça essas horas e receba 100%.
Não compreendo o porquê de pessoas que se licenciem não possam entrar numa ordem porque o bastonário os acha demasiado burros para isso quando ele próprio precisou de N anos para concluir uma licenciatura com a nota mínima…
https://lh4.googleusercontent.com/-itSiVb3WTqo/TYZriEuBC9I/AAAAAAAAHM4/UXOsbIyINdA/s1600/Rita+Rocha+Photography_N%25C3%25A3o+nos+Mandem+emigrar.jpgNão percebo o porquê do pessimismo e do cinzentismo que se apoderou da sociedade portuguesa… talvez porque sempre estiveram habituados a certas regalias e agora confrontam-se com o cenário da minha geração: desemprego, falta de dinheiro, incertezas e nenhuma perspectiva de futuro…
Felizmente que como eu há muitos que estão dispostos a continuar à luta… a ir em frente! A mostrar que podemos fazer a diferença e lutar pela excelência… não pela mediocridade…
Recuso-me a ser apenas mais um! Porque como li numa das paredes de uma das escolas que me formou para a vida: Se for só mais um, serei um a mais!

No comments so far.

LEAVE YOUR COMMENT