João Alves-Carita

2011 / 20 Julho

O estado das coisas – Parte I


Igualdade! Uma palavra que toda a gente gosta de apregoar quando se sente inferiorizada de alguma forma…
Diferente! Outra palavra que toda a gente diz ser… e eu discordo!
Ainda hoje me apercebi disto mesmo… os jovens de hoje são todos iguais! Completas fotocópias uns dos outros, sem que com isso se destaquem! Todos são diferentes da mesma forma, isto é, iguais!
Eles têm o cabelo comprido, que tapa os olhos e as orelhas não deixando ver nada e filtrando aquilo que querem ouvir… As calças? O mais abaixo possível, sem cinto de preferência… acessórios? Sempre! Desde a colares, bonés, e afins, todos têm de ter um telemóvel XPTO que permita estarem em constante contacto!
Elas têm roupas cada vez mais curtas, mini saias e decotes são o ‘pão nosso de cada dia’… maquilhagem é obrigatória, não vão elas perder casamento! Saltos altos? Claro, os ténis é para as crianças! Elas são mini-mulheres!
Todos se dizem diferentes uns dos outros mas olhando são todos iguais! E o pior! São iguais pela mediocridade, pelo superficial!
São mulheres quando se for preciso ainda pouco sabem o que é o período… são skaters e surfistas sem nunca se terem equilibrado num skate ou terem sequer nadado sozinhos fora da vigilância dos pais… são independentes com o dinheiro dos papás…
Falam de sexo com um à vontade e cheios de experiência entre os colegas… mas se os pais tocam no assunto é tabu! Dizem que fazem 1001 coisas com a namorada/namorado, mas o máximo que já fizeram foi um linguado! Quando se arriscam em demasia nem sequer sabem usar os devidos cuidados e pimba! Tarde demais…
Dizem que fumam, bebem e consomem drogas, mas engasgam-se com o fumo e não gostam do sabor da cerveja e o que é bom é a vodka preta, porque é docinha… ao fim do primeiro copo já se trocam todos! Querem tirar a carta aos 18 para poderem sair para todo o lado mas depois usam é o passe social para se deslocarem!
Têm um tamanho sentimento de impunidade que acham que podem fazer tudo que não serão punidos… podem espancar outros e pôr o vídeo no facebook porque é “bué-da fixe”… podem andar em excesso de velocidade ou sem cinto de segurança porque o mal só acontece aos outros…
Todos tentam ser aquilo que não são! Fogem à sua própria realidade, são super fixes no facebook e na realidade virtual em que vivem, porque na verdade são uns merdas!
O que me assusta é que serão eles a ‘tomarem’ conta disto dentro em breve… se calhar a crise até veio em muito boa altura!

No comments so far.

LEAVE YOUR COMMENT