João Alves-Carita

2012 / 11 Maio

Nouvelles (ou novelos)


Já estou a falhar porque prometi novidades ontem mas foi completamente impossível!
A permanência pela Suíça já faz mais ou menos 1 mês e duas semanas. A habituação a uma nova realidade já é passado. Agora colocamos toda a nossa ‘portugalidade’ a funcionar, de entre as idas a França (ali já ao lado) fazer as compras mensais para gastar apenas metade passando pela forma de ser e de estar muito latina (já me perguntaram porque é que nós nos estamos sempre a rir mesmo com a crise e problemas económico-sociais nos nossos países).
Mas há coisas que acabam por mudar a nossa mentalidade… o relativizar o ‘valor’ do dinheiro… já não pensamos em converter francos para euros para saber se as coisas são caras comparando com Portugal… o estilo de vida aqui é este e é preciso habituarmo-nos a ele… um café custa 4 francos?… e o preço do litro de gasóleo está quase nos 2CHF/Litro?… mas os ordenados também são (pelo menos) três vezes mais elevados. Tudo é proporcional e a qualidade de vida aqui não se compara!
Mas nem tudo é um mar de rosas… a Suíça sofre de um problema de espaço! Enquanto em Portugal temos mais oferta de casas que procura, por cá é o contrário… o processo de aluguer de uma casa é complicadíssimo! Primeiro procuram-se os anúncios online e marca-se uma visita com a pessoa que constar como contacto (até aqui tudo igual) e depois se gostarmos da casa fazemos um dossier de candidatura (eles gostam muito de dossiers) para que o proprietário do imóvel possa escolher a quem quer alugar. Não importa que tenhas dinheiro para pagar a renda… o dono pode não te querer alugar a casa porque és estrangeiro, porque tens o emprego X ou porque simplesmente não gostou da fotografia que anexaste… Ele é que manda e tu sujeitas-te… E depois com tanta oferta eles podem fazer a bela da especulação imobiliária… E ligar para todos os interessados e dizer: “ah o valor da renda aumentou X… ainda está interessado?” e nós, sem sabermos se caímos no bluff ou não atiramos à cega: sim ou sopas… e podemos ter sido enganados com isso… Enfim, é todo um processo para conseguir um cantinho a sério!
Cantinho esse que nós encontrámos! Um 2 peças e meia (equivalente ao nosso T2). É um ‘sótão’ (ou umas águas furtadas, como preferirem) num prédio relativamente novo e pertencente a um condomínio daqueles que em Portugal se fechava. Uma cozinha super grande, uma sala/escritório também espaçosa e um quarto muito bom! A maior dificuldade vai ser conjugar o ‘Querido mudei a casa’ com o formato do tecto (vai mesmo ‘encolhendo’ em direcção à parede exterior), mas o desafio está a deixar-nos super entusiasmados (a quantidade de blogues de decoração que já li e vi são imensos!). Por isso, meus caros amigos, em breve partilharemos fotos e, mais importante (para vocês), criaremos um calendário para visitas!
De resto, de novidades penso que só mesmo o encontro de trabalho para mim. Não faço nada na minha área (já tinha dito que os bons empregos são para os Suíços), sou barman no Fun Planet (uma espécie de salão de jogos com bowling/karting que há aqui perto) e é óptimo para melhorar o meu francês e ambientar-me ainda mais à língua. Não desisto do jornalismo (até porque acho que uma pessoa como eu faz falta no jornalismo daqui, até mete dó o amadorismo….) mas para já é uma bolsa de oxigénio e de força para o futuro!
Penso que seja tudo,
Au revoir e até à próxima 🙂

No comments so far.

LEAVE YOUR COMMENT