João Alves-Carita

2012 / 14 Junho

“Não vos deixarei órfãos”


Leitura:
Jesus disse aos seus discípulos: «Se me tendes amor, cumprireis os meus mandamentos, e Eu apelarei ao Pai e Ele vos dará outro Paráclito para que esteja sempre convosco, o Espírito da Verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; vós é que o conheceis, porque permanece junto de vós, e está em vós.
Não vos deixarei órfãos; Eu voltarei a vós! Ainda um pouco e o mundo já não me verá; vós é que me vereis, pois Eu vivo e vós também haveis de viver. Nesse dia, compreendereis que Eu estou no meu Pai, e vós em mim, e Eu em vós.» 

(Jo 14, 15-20) 

Cântico para meditação:

(Veni Sancte Spiritus, tui amoris ignem accende.
Veni Sancte Spiritus, veni Sancte Spiritus.)


Interpelação:
Abordámos antes o amor de Deus pela humanidade ao ponto de enviar o seu filho e deixá-lo morrer na cruz pelos pecados dos Homens. Esta passagem do Evangelho segundo S. João retrata uma das muitas ‘preparações’ de Jesus aos discípulos para a sua morte na cruz. Algo que seria muito difícil de entender para eles e que, inclusivamente, os deixaria abalados e inertes durante um tempo.
Todas as provocações de que Jesus foi alvo durante o calvário e quando estava já na cruz passaram também pela cabeça dos discípulos: “se és o filho de Deus onde está Ele agora?!”. Essas dúvidas também nos assolam o pensamento nas situações de maior dificuldade, quando o mundo parece desabar a nossos pés, quando nada nos corre bem.
É nessas alturas que Jesus se revela e revela mais uma vez este amor por todos nós. “Não vos deixarei órfãos”, diz-nos. E deixa ainda a certeza de que voltará quando o mundo já não o vir, mas só os discípulos o conseguirem. Em pleno século XXI cada vez mais o mundo está cego a Deus, não o vê, prefere ignorar. Cada um de nós é o novo discípulo de Jesus, e é em nós, mais uma vez, que ele se deve manifestar. Em acções, pensamentos, mas acima de tudo em testemunho!
Jesus deixa ainda outra certeza, de que ele está no Pai, nós nele e por isso ele também em nós. Esta trindade torna-se completa e manifesta mais uma vez a graça e o dom de Deus na nossa vida.
Compromisso:
Saibamos preparar o caminho para o regresso de Jesus e consigamos preparar o nosso coração como a sua nova morada. Que na primeira oportunidade que tenhamos possamos acender uma vela junto a um ícone que tenhamos em casa ou na paróquia para que o Espírito Santo possa acender também uma luz nas trevas em que o mundo se encontra.

LEAVE YOUR COMMENT