João Alves-Carita

2008 / 23 Abril

Erros


Todos nós erramos,

alguém disse um dia que errar era humano!

Pior do que errar é o facto de com os nossos erros magoarmos alguém… magoarmos alguém a que sempre dissemos: «nunca te vou magoar», ou «nunca farei nada que te magoe»…

magoar alguém de quem gostamos…

Se já antes tinha falado em decisões e no facto da necessidade de sermos adultos para arcar com as responsabilidades dos nossos actos (da mesma forma que somos os primeiros da fila para colher os frutos de uma boa decisão/escolha)…

Ignorar que errámos ou que magoámos alguém não é a solução…

fugir nunca é solução!

Porque dizemos então que nunca iremos magoar aquelas pessoas de que gostamos? Para as mantermos junto de nós…

Não é ilusão, não é enganador… uma relação envolverá sempre erros, dor, etc… mas há que saber perdoar, há que saber ceder…

Assim que soubermos adequar estas duas “receitas” temos meio caminho andado para a felicidade…

Cheguei a uma conclusão com esta história toda:

Ao te ter magoado, magoei-me a mim também…

 

Porque somos únicos e há coisas que por muito que tentemos explicar
são inexplicáveis…
  • é normal que todos cometamos erros.afinal somos humanos e até Cristo os cometeu.
    Por mais que tentemos, acabamos sempre por fazer ou dizer alguma coisa que magoa alguém, mesmo que não façamos de proposito. O mesmo acontece quando é connosco.
    A fórmula ta no saber perdoar…deixar para tras o que passou e perdoar, dando 1 nova oportunidade da “coisa” acontecer.
    Se essa pessoa de que falas não ta disposta a fazer isso…talvez não seja esse o teu caminho.Todos merecem uma segunda oportunidade.
    Não fiques a remoer os erros que cometeste ou deixast de cometer. Pensa agora no que has-d fazer para não os voltar a cometer.
    Quanto à escrita, já sabes o que penso da maneira como escreves! Tens aqui uma fã!E à espera do livro!lool.
    Para finalizar deixo-t aqui 1 passagem de uma música que tanto pode dar para ti como para outras pessoas: “abre a mão, larga a dor, fecha a porta seja ao que for que te calou, te magoou, deixa pra tras o que já passou)…
    Beijo gnd

    Responder
  • Se pensas que conforme a minha regra vou escrever-te algo a gozar, este teu post tocou-me numa feridazinha que ainda tenho aqui dentro.

    A dor maior é quando aqueles que sempre julgamos que nunca nos abandonariam, que nunca nos magoariam são aquelas que parecem fazer as coisas com mais maldade, que nos traem (e nem falo de traição amorosa, mas sabes do que falo).
    Pensa que a ideia que tu próprio escreves em letra maior do “fugir não é solução” está associado a cobardia e quem foge são os cobardes.

    Pode ser complicado agora mas acredita nesta frase: “quando Deus fecha uma porta abre sempre uma janela” e aí é que está o nosso livre arbitrio para decidir se usamos essa janela ou não. Livre arbitrio pode parecer muito filosofico mas há muito boa gente que nem sabe o que é ou que o usa erradamente.

    Buh! Odeio este comentário por ser demasiado pessimista, profundo e nhekas! :X

    Beijinho de força.. u know! 😀

    Responder

LEAVE YOUR COMMENT