João Alves-Carita

2010 / 14 Junho

É só mais uma história…


Vou contar-vos uma história…

http://rafam.files.wordpress.com/2008/03/menino.jpgEra uma vez (porque todas as belas histórias começam com “era uma vez) um menino muito estranho que tinha como função na vida agradar… “função? Que coisa estranha, um ser humano com uma função… mas não só as máquinas que têm funções”, deves estar tu a pensar caro/a leitor/a.

Pois… mas a sociedade dele tornou todos os seres humanos em autómatos… Agora o que está a dar é a produção em série, já não se faz nada diversificado e original… aliás a originalidade é mal vista nos dias que correm…

Voltando ao conto… então a função deste rapazinho era agradar a todos… para ele a expressão “agradar a gregos e a troianos” era mais forte do que qualquer uma outra…
http://2.bp.blogspot.com/_DdMIaOdz5y4/STsl3gYSQQI/AAAAAAAAAMo/z1sbl0_9r4E/s400/ser-feliz%5B1%5D.jpgMas com tanta ânsia em agradar vinha um (de muitos) problemas… ele tornava-se exigente… dava 100% de si aos outro… exigia 100%… Se não dessem ficava impossível de aturar… Com esta exigência muitos problemas surgiram… com a vontade de agradar acabava ele desagradado e a disparar para todos os lados… e desagradava às pessoas… ui… e quando ele as desagradava… lá dava 200% (100 para as reconquistar de novo e mais 100 para as agradar)… e exigia 200% delas… era um ciclo vicioso!
Até certo dia quis mesmo levar à letra a expressão máxima da sua vida… e acabou desiludindo e desiludindo-se… e agora? Que percentagem de doação deve o menino dar?.. mas depois vai exigir… é da sua natureza… ai, perdão… da sua função! E voltamos tudo ao mesmo…
http://bloquito.com.sapo.pt/2005Set/menino.jpgAh, esqueci-me… este menino também para evitar exigir tanto dos outros para ele, ocupava-se… oh e quantas ocupações ele tinha… se o dia tivesse mais 24h, mais 24h ocupava ele com alguma coisa… era mais forte do que ele… mas fazia-o para que não exigisse dos outros… para que ao estar ocupado lhes desse espaço… o que ele queria mesmo era que eles dessem sem que ele pedisse ou exigisse… era tão bom!
 
Qualquer semelhança com a realidade é pura ficção!
  • JoanaCarvalho / 14 Junho, 2010 AT 10:28 PM

    “Para ser grande, sê inteiro: nada
    Teu exagera ou exclui.
    Sê tudo em cada coisa. Põe quanto és
    No mínimo que fazes.
    Assim em cada lago a lua toda
    Brilha, porque alta vive.”

    Ricardo Reis
    (heterónimo de Fernando Pessoa)

    Responder
  • E é tão difícil largar as expectativas…
    Mas a força de vontade é superior 😉

    Não tenho palavras sábias… Também não sei lidar bem com isso! :

    Responder
  • Gostei muito … concordo, vivemos num mundo de esteriótipos, em que a palavra diferente é um mito! 😛

    Supera as tuas espectativas, não deixes de lutar pelo que acreditas, mas acima de tudo com esperes muitos dos outros … regra geral: estão mais ocupados com eles mesmos. 🙁

    Beijinhos grandes. Gostei muito

    Responder
  • Ora ca esta a minha palavrinha! Como ja te disse,é humano exigirmos dos outros o que damos. É parvo,mas isso do dar sem receber nada em troca é uma treta! Todos nos temos necessidades.agora outra coisa é a maneira como exigimos. Conselho para esse rapaz? Exigir apenas a quem vale a pena e o que vale a pena. Nao sei se faz mt sentido,mas nem toda a gente se pode entregar tanto,n tem esse dom. E o rapazinho tem mais que fazer que andar a magoar-se. Ainda ha mt para escrever nesta historia! Beijo

    Responder

LEAVE YOUR COMMENT