João Alves-Carita

2012 / 2 Novembro

Diva – Amor Errante


Amor errante,
Por onde andas
Há tanto tempo…
Amor errante
Seguindo o vento sempre distante
Sem um lamento

Sem parar nem pensar
Ao partir e voltar
Para sempre hás-de errar
Onde o vento soprar

Amor distante
Por quem eu espero
Contando o tempo
A cada instante

Para sempre hás-de errar
Onde o vento soprar

Amor errante
Por quem demoras
Há quanto tempo?
Amor distante
Eu conto as horas
Amor errante
Ainda há tempo

Para voltar
Meu amor tão distante
Onde te leva o vento
Meu amor tão distante
Volta enquanto há tempo

No comments so far.

LEAVE YOUR COMMENT