João Alves-Carita

2008 / 10 Agosto

Chorar


Os homens não choram!

É a partir desta premissa que vou começar o meu novo post, será que os homens não choram? Não sei o que acontece com os outros, mas eu não costumo chorar… não por ser um “bruto insensível” (outra característica atribuída aos homens), mas porque chorar em público é um sinal de fraqueza…

E acabo, com isto, de lançar mais uma acha para a fogueira: chorar em público, porque toda a gente chora e os homens também, possivelmente só em casa ou quando estão sozinhos… É muito mais seguro chorar quando ninguém nos ouve ou vê…

E porque digo que é um sinal de fraqueza? Porque o choro é provocado por algum sentimento muito forte, pode ser um choro de dor, de alegria ou por outra coisa qualquer…

Ainda me lembro a última vez que chorei!

Foi há uma semana… era sexta-feira à noite… e o ambiente levou a isso… chorei à frente de 3000 pessoas… porquê? porque me senti seguro, apesar de toda aquela gente senti que ninguém iria fazer nada, porque também elas percebiam aquele misto de emoções…

Foi uma altura de emoções fortes e era como se me sentisse livre, calmo e tranquilo… o choro ali não era um sinal de fraqueza, mas de força! E foi isso que aprendi…

Chorar não é mostrar que somos fracos, ao chorarmos mostramos que temos FORÇA para chorar… só o cobarde chora escondido, só o cobarde esconde os seus sentimentos, mas o mais corajoso de todos deixa transparecer o que pensa, o que sente! Só o mais corajoso de todos chora à frente de todos… Porque algo não vai bem na sua vida e ele está a transparecer isso para todos os que quiserem ver! Porque tudo vai bem na sua vida e ele coloca-se numa posição humilde e agradece tudo o que lhe tem acontecido… Porque sabe qual é o seu lugar neste mundo… Somos apenas um grão de areia nesse universo…

  • Chorar não é, de todo, um acto de cobardia.Senão eu era uma cobarde de primeira!
    Chorar é uma forma livre de mostrar o que nos vai na alma, no coração. É um acto natural que nos acontece tantas vezes e não necessariamente porque estamos tristes ou em baixo. Pode até ser um acto de agradecimento.
    Ao chorares não estás a ser fraco, estás a ser forte e corajoso pois és capaz de mostrar o que realmente te vai na alma. E às vezes sabe tão bem chorar…
    O ambiente e as pessoas ajudaram. Conseguiste deitar cá para fora tudo o que tinhas guardado dentro de ti. E isso é bom.
    Não tentes ser forte quando não o consegues ser. Chora quando, onde e como te apetecer. Porque, como diz o Pedro Abrunhosa, “um homem também chora quando assim tem de ser”.
    Nunca tenhas medo de chorar por o que quer que seja. É humano isso acontecer. E como tu não és nenhum insensível é normal que isso aconteça.
    Terás sempre aqui um ombro amigo e um pacote de lenços para quando quiseres chorar!! “chora à vontade.desde que não me sujes a camisola!” 🙂
    beijinho

    Responder
  • “Quando a dor não cabe no coração, escorre pelos olhos.”

    Há imensas frases sobre o choro, as lágrimas, o facto de os homens supostamente não poderem chorar e as mulheres o fazerem vezes demais… no entanto, só me lembrei desta quando li o teu post.

    Já o debati contigo, até mesmo antes de o publicares, mas há sempre mais qualquer coisita pra dizer.

    De sinal de fraqueza a acto de coragem vai um GRANDE passo, daí que não possa concordar totalmente contigo. Não vejo que chorar seja um acto de coragem… Sim, é preciso coragem pra mostrarmos os nossos sentimentos e aquilo que realmente somos a outras pessoas, mas, pra todos os efeitos, chorar é mostrar que estamos tristes, de defesas em baixo, sem força, vulneráveis… fracos. Pra mim, chorar é sinal de fraqueza (atenção que falo no chorar de tristeza e não das restantes formas). Daí que muitas pessoas o prefiram fazer em privado, para não quebrar a “máscara” da força e do “está sempre tudo bem”. Não é coragem chorar em público… é ter as forças tão em baixo e as emoções tão altas que não se conseguem guardar até chegar a casa, pra então podermos chorar a sós.

    No entanto, apesar de mostrar fraqueza, chorar faz bem… e toda a gente o faz, seja em privado ou em público! É sempre bom chorar… há emoções e sentimentos que precisam de ser libertados… e se não os formos libertando aos poucos e nos momentos em que é suposto, vamos acumulando, acumulando… até chegarmos a um ponto em que não cabe mais nada, e então explodimos tudo e mais alguma coisa… em forma de lágrimas.

    …Mas o choro que eu prefiro é o de alegria! Adoro rir até às lágrimas! E esse não é, de forma alguma, sinal de fraqueza nem de coragem… é sinal de que estamos a viver o momento da melhor forma! A aproveitar a companhia, a situação e/ou o momento!

    Por isso vai, pega em todos os sentimentos, emoções, tristezas e desilusões da tua vida e faz delas uma grande piada… e ri-te! Ri-te até as lágrimas caírem! Pois essa é a melhor forma de lidar com as coisas menos boas… a rir!

    =)

    Responder
  • (Bolas, escrevi bué…)

    Responder

LEAVE YOUR COMMENT