João Alves-Carita

2008 / 31 Agosto

Aos amigos


Pus-me a pensar sobre isto… fiquei na dúvida sobre o que é a amizade, se basta um “clique” no botão do Hi5 para “adicionar como amigo” e pronto já somos amigos…

Será que por termos conversado um pouco em alguma fila, nos transportes públicos ou simplesmente porque temos um ‘amigo’ em comum nós também somos amigos?

Será que isto também é assim na realidade?

Uma coisa posso garantir: comigo não é!

Será que a nossa vida pode, cada vez mais, resumir-se ao ‘mundinho’ do Hi5? Temos 137834 (ditos) amigos e somos populares… se conhecermos 10% desse número estamos muito bem, mas se de facto formos AMIGOS de 1% do total de “amigos” então somos uma raridade!

É preciso então esclarecer bem o que entendo por AMIGOS… Além do tradicional (e banal) aquele que está presente nos bons e maus momentos, o confidente, etc… Acho que um AMIGO é aquele a quem confiamos a nossa vida (eu confio a minha vida aos meus AMIGOS), aquele que por estar feliz nós estamos felizes (o mesmo acontece ao inverso).

Um AMIGO é o nosso segundo “eu”.

Àqueles que são AMIGOS não há que ter vergonha, medo… eles são capazes de te dizer algo que por muito que te magoe é a verdade e mais ninguém teve coragem para o dizer… aos amigos podemos contar TUDO e não esperar que deles venha a resposta “politicamente correcta”… Eles dar-te-ão força e incentivam em todas as decisões que tomes, mesmo que estejam contra elas, é nestes pilares que se assenta a amizade!

Preferimos nós 1645278 ‘amigos’ que naquele momento viram as costas ou fogem ou queremos poucos que não dão nas vistas, mas que sabemos que estão sempre lá?

A mim a escolha parece-me óbvia…

(por isso aos meus amigos, um muito obrigado… sou o que sou também graças a eles e da forma que eles se dão a mim eu dar-me-ei o dobro a e por eles)
  • A amizade é uma coisa tão importante nas nossas vidas. Diria mesmo que é uma das bases.Se assim não for, estamos mal!

    A verdadeira amizade, aquela que vale a pena e que sabemos que vai durar, demora a ser construída, leva o seu tempo. Não é assim de um momento para o outro nem tão fácil como carregar num simples botão. E às vezes esse processo de “comquista” de amigos, de conhecimento do outro, traz dores de cabeça. Mas depois é tão bom vermos que temos sempre lá alguém com quem contar, aquela pessoa que “por estar feliz nós estamos felizes (o mesmo acontece ao inverso)”.

    Não tenho muitos amigos. Nunca tive. Mas o que tenho são bons e sei que são para a vida, porquenunca me falharam e estiveram sempre lá. E tu estás nesse lote!

    E quanto ao obrigado (também o sinto para mim), não tens que agradecer. É para isso que nós aqui estamos. E faço da tua última frase (que bela frase!), que não devia estar entre parentesis nem em pequeno (!), também minha frase para ti!

    Beijo amigo 🙂

    Responder
  • Vou comentar o meu blogue para fazer uma “adenda” a este post…

    Recebi uma queixa sobre o tamanho das letras da minha dedicatória aos amigos…

    Ao que eu respondi que os meus amigos ao lerem essa dedicatória em ponto pequeno se esqueciam do resto do post (pois ele agora tornara-se pequenino e insignificante) e o verdadeiro post para eles seria o que está entre parentesis e desta vez tornava-se grande, enorme mesmo…

    E tu como vês este post?!

    Responder
  • Volto a comentar este blog…muito porque estou sem fazer nada no trabalho!!

    “Àqueles que são AMIGOS não há que ter vergonha, medo…eles são capazes de te dizer algo que por muito que te magoe é a verdade e mais ninguém teve coragem para o dizer…” Nunca estas frases fizeram mais sentido. Os amigos também magoam, é verdade. Mas porque são AMIGOS no verdadeiro sentido, perdoamos. Este magoar é o que custa mais, porque eles são tudo para nós, mas não vale a pena estragar uma amizade por coisas que passam… Toda a gente erra, ninguém é perfeito!

    beijo

    Responder
  • O que é um amigo? É uma única alma que vive em dois corpos (Aristóteles)

    P.S: Grande reflexão esta 🙂

    Responder

LEAVE YOUR COMMENT