João Alves-Carita

2012 / 19 Outubro

Adriana – Em contramão


Vou andar
Sozinha pela rua
Vou andar
E vou chamar-me tua

Vou andar
Nua sem vestir o medo
De te amar

Vou andar
Esse caminho longo
Que me leva a percorrer
O teu corpo

E não vou correr
Parar nunca te perder
Desse caminho

Refrão:
Vou andar
E nunca vou correr
Para não te perder
Não te perder
Vou andar
E nunca vou correr
Para não te perder
Não te perder
Perder
Perder

Vou andar
No vento da marginal
Vou andar
E vou sentir-me igual

Aqueles que andam
pelas ruas e estradas
Em contramão
Contra o medo

Refrão(2x):
Vou andar
E nunca vou correr
Para não te perder
Não te perder
Vou andar
E nunca vou correr
Para não te perder
Não te perder
Perder
Perder

Vou andar
Sozinha pela rua
Vou andar
E vou chamar-me tua

Vou andar
Nua sem vestir o medo
De te amar

No comments so far.

LEAVE YOUR COMMENT