João Alves-Carita

2008 / 17 Março


Tenho pensado em ti…
não sei bem porquê mas penso em ti…Quando viajo penso no porquê… se seria algo mais do que amizade,
se a saudade que sinto quando não falo contigo é normal…

Se essa “obrigatoriedade” de falar contigo queria dizer alguma coisa…

Pois que não cheguei a conclusão alguma…

Apercebi-me de que gostava de ter algo mais contigo,
sinto que és especial para mim!

Mas também sei (não com o coração, mas com a cabeça) que as nossas vidas assim como estão não me deixam alternativa…

Senão “contentar-me” com o facto de sermos amigos
(um grande contentamento)…

É assim… a vida…

  • oh ms q lindo!andas inspirado.e como tu dixest, gostei pq tem td a ver cmg.ha coisas axim na vida.e temos q nos “contentar” com o q temos.
    Msm q pareça dificil, nunca desistas d lutar por algo q desejas mt.seja o q for. msm q caias, levanta-t.teras smp a ajuda dos teus amigos (xpero tar nexe lote) para te ergueres.
    Aconteça o q acontecer nunca deixes d amar e de sonhar.so assim serás feliz! 😉

    Responder
  • fogo esse texto está muito bonito…e tal como a sara também me deixa a pensr um pouco nalgumas coisas k ando a viver…
    mas acima de tudo lembrate que so podes ser feliz se lutares por alcançares essa felicidade e por aquilo em que acreditas, porque a felicidade só depende de nós e não nos outros;)

    Responder
  • depois de ler os teus posts, fico sempre sem saber o que comentar =)deixam-me a pensar… só kero dizer k, mais uma vx, gostei mt. continua 😉 pk eu vou continuar a vir ler… a inspirar-me…a reflectir…
    bjo**

    Responder
  • Cláudia Martins / 18 Março, 2008 AT 7:05 PM

    Cá está o anónimo Cláudia Martins para mais um comentário!LOL acho curioso como me achas com cara de quem gosta daquilo que escreves, mas e verdade, volto a repetir que gosto, e é por isso que venho deixar aqui umas palavrinhas!
    Este post está muito inspirado, foi mesmo feito com sentimento, e isso é mesmo bonito =)
    Quanto ao que escreveste, acho que nunca deves cruzar assim os braços e desistir no primeiro obstáculo: se isso mesmo que queres, vai à luta!Quem não arrisca não petisca, e se não tentares nunca vais saber!Pensa nisso!;)

    Beijinhos

    Cláudia M80 =P

    Responder
  • Ohh. tou chocada com o texto. como escreves. tudo tao real. nao sei explicar, mas supreendeu me como uma coisa tao pessoal e tua me tocou tao profundamente. adorei nem sei que te diga.

    Responder
  • Ora aqui está um post difícil de comentar (digo eu…)…
    Não sei bem o que te dizer… toda a gente já passou por essa situação e neste momento sabes que não sou a melhor pessoa para te dar conselhos!
    O ser “só amigo” quando se quer algo mais também dói… mas, tal como dizes, é melhor do que nada. E por vezes essas saudades, obrigatoriedades e “especialidades” surgem quando estamos mais sensíveis (pra não dizer “carentes” porque é uma palavra muito forte) e acabamos por nos agarrar a pessoas que nos são mais próximas na altura e confundimos as coisas… talvez pela necessidade de sentir alguma coisa (onde é que eu já ouvi isto?).
    Mas ter simplesmente alguém em quem pensar também é bom!… Faz-nos sonhar e mantém-nos vivos 🙂

    Não te vou dizer para avançares ou para te contentares com a falta de alternativas.. cabe-te a ti decidir.

    De qualquer maneira, desejo-te boa sorte! E sabes que estou por aqui para qualquer coisita! =)
    (menos pra festinhas na testa! =/ )

    Responder
  • este teu post faz-me lembrar um q fiz ha pouco tempo. Tem tudo a ver:
    “O que nunca te direi”, Dez. 07
    Vai l� espreitar a ver se te “rev�s” tb (; beijinho

    Responder
  • Tu estás um mariquinhas sofredor! Ai ai…

    Não querendo ser muito profunda só te digo que depois de tudo o que já aprendi com cenas que já se passaram comigo, coisas que tu sabes melhor que muita gente, é mais facil ter a pessoa distante do que ela em qualquer pequeno gesto que tenha nos alimente esperanças. Ou menos sabemos que essa pessoa longe não nos alimenta em nós ainda que ela não queira, as borboletas no estomago e essas coisas todas esquesitas e estupidas.

    Sabes o que tens de fazer. Tens as respostas todas em ti e eu sei que sim. mesmo que nao consigas ver elas estao lá no fundo. Pronto.. ja estou a ser profunda!

    Quero-te bem. Porque sempre que estiveres feliz vais estar capaz de me por feliz. 😀

    Responder
  • Cátia Soares / 22 Abril, 2008 AT 8:35 PM

    Pode ser um grande contentamento, mas é um “contentamento descontente”, como alguém disse.
    Gostei muito desta dedicatória. É muito bonito conseguires expressar sentimentos como este através das palvras.
    Gostei. Tenho dito.

    Beijinho
    Cátia do “Arco da Velha”

    Responder
  • oh catita..va carita…andavas apaixonado…q fofo.. ta mt bom continua tu percebes disto…

    beijinho
    Brigitte

    Responder

LEAVE YOUR COMMENT