João Alves-Carita

2011 / 15 Janeiro

100 músicas… Anos 80 (41 a 50)


Entramos no top 50 dos anos 80.

Desta vez deixamos para trás o Hip Hop mas nem por isso deixamos a música electrónica e o rock (um pouco mais pesado!).

Já não falta muito tempo para descobrirmos a melhor música dos anos 80, mas para já é Sting e a sua malta que destaco.

50. Eurythmics – Sweet Dreams (Are Made of This) (1983)

“Sweet Dreams (Are Made of This)” do duo britânico Eurythmics foi lançado no início de 1983 e levou o dueto para a ribalta (número 1 da Billboard e número 2 no Reino Unido). Esta é a música que toda a gente associa ao dueto britânico e que se quedou no 356.º lugar das 500 melhores músicas de sempre pela Rolling Stone. Esta música é ainda interpretada pelo grupo britânico em palco e também faz parte do alinhamento a solo de Annie Lennox.

49. Beastie Boys – Fight For Your Right (1986)
“(You Gotta) Fight for Your Right (to Party!)” é o primeiro single do álbum de estreia dos Beastie Boys. É uma das suas mais conhecidas músicas e atingiu o número 7 da Billboard e foi nomeada como uma das melhores músicas rock de sempre. Ironicamente a canção pretendia ser uma canção divertida tendo em conta as atitudes festivas da juventude de então… intenção essa que se perdeu para quase todos os ouvintes o que já levou aos membros da banda a dizerem que a música assim não presta!

48. Bruce Springsteen – Born in the U.S.A. (1984)

“Born in the U.S.A.” é a canção patriótica por excelência. É uma das músicas mais conhecidas de todos os tempos (a Rolling Stone colocou-a no 275.º lugar das 500 melhores músicas de sempre). Interpretada por Bruce Springsteen a letra retrata os efeitos da guerra do Vietname nos americanos. Como curiosidade, a canção surge como um tributo do ‘Boss’ aos seus amigos que viveram de perto a guerra do Vietname, tendo alguns nunca voltado.

 

47. Twisted Sister – We’re Not Gonna Take It (1984)
“We’re Not Gonna Take It” é mais uma música ‘pesada’. Lançada do primeiro álbum da banda americana de heavy metal ‘Twisted Sister’ atingiu o número 21 da Billboard (sendo este o seu único sucesso digno de registo). A música tornou-se também conhecida pelo seu vídeo que mostra um pai castrador a levar uma ‘carga de porrada’ (não literal) pelo seu filho outrora subordinado.

46. The Police – Every Breath You Take (1983)

“Every Breath You Take” é uma daquelas canções perfeitas… Lançada como single do álbum ‘Synchronicity’ da banda de Sting, “Every Breath You Take” depressa se tornou numa das músicas com maior sucesso da altura ficando no primeiro lugar da tabela da Billboard por oito semanas e no número 1 do Reino Unido por outras quatro semanas. Com esta música Sting ganhou os Grammys de “Canção do Ano” e “Melhor performance Pop” no ano de 1984.
Curiosamente, toda a gente atribui esta música como uma coisa romântica e bonita, mas ela foi escrita durante o final do casamento de Sting com Frances Tomelty e a letra fala de um personagem controlador que está a observar ‘cada folego teu, cada passo que dás’ (“every breath you take; every move you make”).
45. Janet Jackson – Nasty (1986)

“Nasty” é o segundo single do terceiro álbum de Janet Jackson. Lançado em 1986 o single atingiu o número 3 da Billboard e é a música mais conhecida da irmão de Michael. A música é um bocado a auto-biografia de Janet pelas histórias de confrontos que ela teve de ter com homens que queriam tê-la na mão.

44. Bananarama – Cruel Summer (1984)
“Cruel Summer” é uma canção pop do grupo Bananarama que atingiu o top 10 em Inglaterra em 1983. A canção foi inspirada pelo ‘lado negro’ das músicas verão, falando do sofrimento de amor quando se quer estar com alguém quando chega o verão. “Cruel Summer” não foi um sucesso internacional assim que foi lançado, o seu auge dá-se quando faz parte da banda sonora do filme de 1984 – Karate Kid. A própria música já foi entretanto usada em vários outros filmes e tem uma versão por parte dos Ace of Base.

 

43. ABC – Look of Love (Part One) (1982)
“The Look of Love” faz parte do álbum de estreia dos ABC, ‘The Lexicon of Love’. Lançada como single, a música chegou ao top da tabela da Billboard para música de dança/disco assim como aos tops canadianos. No Reino Unido deixou-se ficar pelo 4.º lugar. O single tem quatro partes e a primeira (que aqui vos trago )é a versão comercial, a segunda é instrumental, a terceira é um remix e a quarta é um instrumental acústico com mais instrumentos.

 

42. The Clash – London Calling (1982)
“London Calling” do grupo britânico ‘The Clash’ é a perfeita combinação do baixo de reggae e das guitarras eléctricas em estilo punk que marcava a banda. A história da canção tem origem na rádio da BBC que emitia para os países ocupados pela Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial e que começava sempre com: ‘This is London calling…’ (daqui Londres).

 

41. Mötley Crüe – Dr. Feelgood (1989)
“Dr. Feelgood” é o primeiro single da banda americana de hard rock Mötley Crüe. A canção fala sobre um traficante de droga chamado Jimmy que vende para os mexicanos em Hollywood. Lançado em 1989 o single depressa atingiu o top 10 americano, ficando no sexto lugar da tabela da Billboard. Em Novembro desse ano atingiu o Ouro pelas mais de 500 mil unidades vendidas em solo norte-americano.

 

No comments so far.

LEAVE YOUR COMMENT